8 benefícios de saúde impressionantes de maçãs

8 benefícios de saúde impressionantes de maçãs

SUPER DICA

Com mais de 7.000 tipos diferentes disponíveis em todo o mundo, não é surpresa que as maçãs sejam as frutas mais consumidas globalmente.

De variedades vermelhas doces, como Red, Fuji ou Gala, a verdes azedinhas, com certeza há uma maçã para todos os gostos.

Elas são comumente usadas em receitas, como tortas, bolos, biscoitos, muffins, geleias, saladas, consumidas com aveia ou smoothies. Também são deliciosas por conta própria ou amolecidas no forno com nozes e canela.

Além de sua versatilidade culinária e inúmeras cores e sabores para escolher, a maçã éuma fruta excepcionalmente saudável, com inúmeros benefícios apoiados por pesquisas.

Confira esses oito impressionantes benefícios para a saúde das maçãs.

1. Nutritiva

As maçãs são consideradas frutas densas em nutrientes, o que significa que fornecem muitos nutrientes por porção. A vitamina E serve como um antioxidante solúvel em gordura, a vitamina B1 – também conhecida como tiamina – é necessária para o crescimento e desenvolvimento, e a vitamina B6 é essencial para o metabolismo das proteínas

As maçãs também são uma rica fonte de polifenóis, um importante grupo de antioxidantes. Antioxidantes são compostos que protegem suas células dos radicais livres– moléculas nocivas que contribuem para o desenvolvimento de condições crônicas, como doenças cardíacas e câncer.

Para tirar o máximo proveito das maçãs, consuma com a casca, pois nela contém metade da fibra e a maioria dos polifenóis de sua composição.

2. Pode auxiliar na perda de peso

As maçãs são ricas em fibras e água, duas qualidades que as tornam saciantes. Uma sensação crescente de saciedade funciona como uma estratégia de perda de peso, pois ajuda a controlar o apetite. Isso, por sua vez, pode levar você a reduzir sua ingestão de energia.

Em um estudo, comer maçãs inteiras aumentou a sensação de saciedade por até 4 horas a mais do que consumir quantidades iguais de purê ou suco de maçã. Isso aconteceu porque as maçãs inteiras reduzem o esvaziamento gástrico – a taxa na qual seu estômago esvazia seu conteúdo.

A pesquisa também sugere que a ingestão de maçã pode reduzir significativamente o Índice de Massa Corporal (IMC), um fator de risco relacionado ao peso para doenças cardíacas. Curiosamente, os polifenóis da maçã também podem ter efeitos anti-obesidade.

3. Pode ser bom para o seu coração

As maçãs foram associadas a um menor risco de doença cardíaca. Uma razão pode ser que eles contêm fibra solúvel. Este tipo de fibra pode ajudar a diminuir os níveis de colesterol no sangue.

Outra razão pode ser que eles oferecem polifenóis. Alguns deles, como o flavonóide epicatequina, podem reduzir a pressão arterial. Estudos também associaram a alta ingestão de flavonoides a um menor risco de acidente vascular cerebral. Além disso, os flavonóides podem ajudar a prevenir doenças cardíacas, diminuindo a pressão arterial, reduzindo a oxidação do colesterol LDL e reduzindo a aterosclerose, que é o acúmulo de placas nas artérias.

Outro estudo também associou a ingestão de frutas e vegetais de polpa branca, como maçãs e peras, a um risco reduzido de derrame. Para cada 1/5 xícara (25 gramas) de fatias de maçã consumidas por dia, o risco de acidente vascular cerebral diminuiu 9%.

4. Associado a um menor risco de diabetes

Comer maçãs também pode reduzir o risco de diabetes tipo 2. Uma compilação de estudos descobriu que comer maçãs e peras estava associado a uma redução de 18% no risco de diabetes tipo 2. De fato, apenas uma porção por semana pode reduzir o risco em 3%. Seu alto teor de polifenóis antioxidantes quercetina e floridzina poderia explicar esse efeito benéfico.

Os efeitos anti-inflamatórios da quercetina podem reduzir a resistência à insulina, um grande fator de risco para o aparecimento de diabetes. Enquanto isso, acredita-se que a floridzina reduza a absorção de açúcar nos intestinos, contribuindo para uma carga reduzida de açúcar no sangue e, assim, reduzindo o risco de diabetes.

5. Pode promover a saúde intestinal

As maçãs contêm pectina, um tipo de fibra que atua como probiótico. Isso significa que ele alimenta sua microbiota intestinal, que são as boas bactérias em seu intestino. Estando envolvido em muitas funções relacionadas à saúde e à doença, sua microbiota intestinal desempenha um papel essencial no seu bem-estar geral. Um intestino saudável geralmente é fundamental para uma saúde melhor.

Como a fibra dietética não pode ser digerida, a pectina chega intacta ao cólon, promovendo o crescimento de boas bactérias. Melhora especialmente a proporção de Bacteroidetes para Firmicutes, os dois principais tipos de bactérias em seu intestino.

Novas pesquisas sugerem que, alterando beneficamente sua microbiota intestinal, as maçãs podem ajudar a proteger contra doenças crônicas como obesidade, diabetes tipo 2, doenças cardíacas e câncer.

6. Pode ajudar a prevenir o câncer

Antioxidantes em maçãs podem oferecer efeitos benéficos contra certos tipos de câncer,incluindo câncer de pulmão, mama e do trato digestivo. Estudos em tubo de ensaio sugerem que esses efeitos podem ser atribuídos aos polifenóis da maçã, impedindo que as células cancerígenas se multipliquem.

Por exemplo, outro estudo em tubo de ensaio descobriu que a fibra de pectina da maçã pode inibir o crescimento de células cancerígenas e até desencadear sua morte. No entanto, mais pesquisas em humanos são necessárias para entender melhor a possível ligação entre maçãs e prevenção do câncer – por exemplo, para identificarn quantidades adequadas e horários de alimentação.

7. Pode ajudar a combater a asma

O excesso de moléculas nocivas chamadas radicais livres pode causar danos oxidativos. Isso pode levar a respostas inflamatórias e alergênicas em seu corpo. A pele da maçã é rica em quercetina antioxidante, que pode ajudar a regular o sistema imunológico e reduzir a inflamação. Teoricamente, isso poderia tornar as maçãs eficazes contra as fases tardias das respostas da asma brônquica.

Estudos em tubo de ensaio e em animais sugerem que a quercetina pode ser usada para um tratamento adequado para doenças inflamatórias alérgicas, como asma e sinusite. Além disso, outros compostos encontrados nas maçãs, incluindo os chamados proantocianidinas, podem reduzir ou prevenir a inflamação das vias aéreas e asma alérgica.

Ainda assim, mais pesquisas humanas são necessárias sobre o tema.

8. Pode ajudar a proteger seu cérebro

Pesquisas em ratos mostram que os efeitos antioxidantes da quercetina podem proteger o cérebro e os nervos de danos oxidativos, e prevenir lesões que podem resultar em doenças cerebrais degenerativas, como Alzheimer ou demência.

Embora ainda sejam necessárias mais pesquisas para entender melhor como as maçãs afetam a saúde humana, é impossível errar com essa fruta saborosa, versátil e de fácil acesso!